9 dicas de como alugar um imóvel rápido

9 dicas de como alugar um imóvel rápido

alugar um imóvel rápido

Quem é que não deseja alugar um imóvel rápido? No ramo imobiliário, todo mundo já passou pela situação de possuir uma casa ou apartamento “parado” em seu catálogo. Ou seja, sem encontrar qualquer inquilino interessado na propriedade. Em diversas situações, isso pode ocorrer por uma série de fatores, que vão desde a falta de flexibilidade na negociação, até falhas simples na divulgação do espaço.

Pensando justamente nisso, trouxemos para o blog algumas dicas infalíveis sobre como alugar um imóvel rápido e fazer com que o seu aluguel seja constante. Ficou interessado e quer saber mais sobre esses truques? Então, continue acompanhando o artigo!

Leia também: como atrair clientes para a imobiliária? Confira 4 dicas de ouro!

Que aspectos dificultam a locação do imóvel?

Existem muitos fatores que tornam difícil o aluguel de uma moradia. Um deles é a quantidade de restrições impostas pelo proprietário ou pela imobiliária. Por exemplo, em alguns casos, para ter as chaves do imóvel, a pessoa precisa ter um ou mais fiadores sem qualquer restrição de crédito.

Além disso, o interessado tem a obrigação de obter uma série de documentações pessoais e do fiador. Após todo esse processo burocrático, muitas vezes o pedido de locação é negado.

Outra razão que impede o aluguel de uma residência é encontrar o locatário adequado aos padrões do locador. Alguns donos de imóveis impõem restrições, como: animais de estimação, crianças pequenas e número de pessoas. Embora seja um direito que lhe assiste, dependendo do apelo da região na qual o imóvel está localizado, a locação se torna quase impossível.

Podemos dizer que a falta de conhecimento do processo de aluguel também faz com que boas oportunidades sejam perdidas. Afinal, quando alguém deseja locar um imóvel, não quer ou não pode esperar por um longo tempo.

Como alugar um imóvel rápido?

Por conta da chegada da tecnologia, a população está cada vez mais exigente e sempre em busca das melhores opções na hora de fechar um novo acordo. Com o setor imobiliário, isso não é diferente — se você deseja sair na frente, é sempre bom adotar as estratégias certas. Mas quais são elas? Mostraremos a seguir. Confira!

1. Direcione a prospecção

Assim como em qualquer outro ramo do mercado, é interessante traçar o chamado “perfil do cliente ideal” para cada propriedade que estiver disponível em sua imobiliária. Afinal, não são todos os imóveis capazes de despertar o interesse de famílias grandes, assim como os universitários podem procurar espaços específicos para morarem.

Se a ideia é agilizar as negociações, considere conhecer a fundo as características do seu possível locatário para, a partir disso, conseguir elaborar anúncios certeiros e objetivos. Na internet, por exemplo, esse tipo de divulgação segmentada pode ser realizada com a ajuda de ferramentas exclusivas — como o Google Adwords ou o Facebook Ads. É bem interessante!

Ao acessar essas plataformas, você conseguirá estipular para quem deseja que os seus anúncios apareçam, com base nos seguintes critérios:

  • Localização geográfica;
  • Faixa etária;
  • Escolaridade;
  • Interesses.

2. Faça fotos de qualidade

Após ter em mente o perfil do inquilino ideal, o segundo passo é fazer boas fotos do espaço. Isso mesmo! Atualmente, essa dica está entre as principais para aqueles que desejam aprender como alugar um imóvel rápido e, portanto, não deve ser subestimada.

A razão para tamanha importância? Explicamos: é a partir do anúncio e, consequentemente, das fotos, que o interessado terá o primeiro contato com a propriedade — e, como sabemos bem, “a primeira impressão é a que fica”.

Dito isso, vale a pena caprichar na hora de fazer os registros fotográficos, investindo em um aparelho de boa qualidade, fotografando os melhores ângulos e, inclusive, mostrando como o espaço, de fato, é.

Ao longo da tarefa, priorize também a boa iluminação — se possível, valorizando a luz natural dos ambientes. Abra as portas e janelas, permita que os raios de sol entrem no local e mostrem para os interessados como a propriedade pode ser tranquila, arejada e uma ótima opção para se morar. Não tem erro!

3. Mantenha o espaço disponível para visitação

De nada adianta elaborar anúncios impecáveis se, no fim das contas, os interessados no apartamento não conseguirem visitar o espaço. Quando isso acontece, não há escapatória: imediatamente, esses possíveis inquilinos desistem da negociação e partem em busca de um local que esteja liberado para a visitação.

Para evitar que isso ocorra, permita sempre que o público possa conhecer a propriedade, antes mesmo de fechar qualquer acordo. Algo que pode ajudar é manter uma agenda com os horários disponíveis para visita. 

Devido à vida agitada das pessoas, esses horários precisam ser bem flexíveis e dispostos em diferentes partes do dia. Uma vez que alguns talvez só consigam conhecer a residência fora dos horários convencionais. 

Atualmente, existem plataformas que permitem as chamadas visitas virtuais. Funciona assim: o proprietário utiliza uma câmera que capta imagens em 360 graus. Depois de fotografar todas as áreas, as imagens da moradia são disponibilizadas junto com a descrição para o público na internet.

Entre os benefícios dessa tecnologia, podemos citar o aumento da visibilidade do imóvel, um maior número de visitantes e a probabilidade de pessoas realmente interessadas entrarem em contato para fazer a visita física.

4. Esteja aberto a negociações

Não há como negar: quanto maiores forem as exigências, mais difícil será alugar um imóvel. Por conta disso, a recomendação é ser flexível, aberto a novas propostas e negociações. Como sabemos bem, cada interessado é diferente do outro, logo, tem as suas necessidades, desejos e características pessoais.

Se você deseja fechar um contrato rapidamente, é válido abrir mão de algumas exigências, tanto em relação ao valor do aluguel, quanto aos pontos que envolvem multas, prazos ou garantias. Contudo, isso não significa que a sua imobiliária ficará no prejuízo. Pelo contrário: durante o processo, há a possibilidade de descontar valores, alterar a data do recebimento da mensalidade, ratear custos ou praticar qualquer ação que seja vantajosa para ambas as partes. Pense nisso!

5. Aposte no processo de aluguel sem fiador

Na hora de alugar um espaço, é comum exigir do inquilino uma garantia de pagamento para os casos de inadimplência — o chamado fiador. Esse é um método legal, válido e bastante popular no ramo imobiliário.

Em linhas gerais, podemos dizer que o papel dessa figura é se responsabilizar, caso as parcelas do aluguel não sejam pagas em dia pelo locatário em questão. No entanto, encontrar esse indivíduo não é tarefa simples, especialmente porque não é qualquer um que se enquadra no perfil do fiador ideal ou, até mesmo, que esteja disposto a arcar com tamanha obrigação.

Como resultado, a necessidade dessa garantia se torna um verdadeiro empecilho na hora de alugar um espaço, fazendo com que muitos interessados, simplesmente, desistam desse acordo.

6. Cuide da conservação do imóvel

Lembre-se, ainda, de manter a casa ou apartamento bem conservado. Frequentemente, faça limpezas no local, elimine entulhos ou objetos em desuso e, caso haja móveis, deixe todos os itens organizados.

Se possível, também considere realizar algumas melhorias na construção, como pintar as paredes, trocar certos revestimentos ou qualquer outro reparo que torne o patrimônio mais atrativo aos visitantes.

Caso o imóvel tenha um espaço externo livre com área de lazer, piscina ou jardins, o cuidado deve ser redobrado, pois é muito fácil que esses ambientes fiquem com aspecto de abandono. Além disso, como se localizam no exterior da moradia, a pessoa interessada terá a sua primeira impressão olhando para essas áreas.

7. Capriche na divulgação

Com certeza os sites de anúncios são ferramentas eficientes para a divulgação do imóvel. Porém, as redes sociais não podem ser deixadas de lado. Na verdade, essas mídias devem ser um dos principais canais de publicidade da residência.

Um dos motivos é o alto poder de engajamento das redes sociais. Quando um imóvel agrada aos usuários, logo surgem comentários, reações e compartilhamentos. Em vista do alto número de conectados a esses canais, a moradia alcança um público mais amplo e com maior rapidez.

Para ter sucesso nessa divulgação online, o dono do imóvel precisa conhecer um pouco dos recursos e do apelo da rede social. Por exemplo, o Instagram é perfeito para a postagem de imagens e vídeos curtos do imóvel. Sendo assim, uma foto que valorize a moradia, por exemplo: um cantinho de leitura aconchegante, um jardim cheio de flores ou um lindo pôr do sol visto da janela, pode ser o atrativo que faltava para atrair inquilinos.

Leia também: como usar as redes sociais no marketing imobiliário

8. Faça vídeos de qualidade

Muitas pessoas preferem assistir a vídeos do que analisar imagens. Por outro lado, existe o público que encara o vídeo como um fator decisivo na escolha do imóvel. A grande verdade é que as plataformas de vídeo, como o Youtube, são tão procuradas para pesquisas quanto as páginas de busca.

Entretanto, para encantar as pessoas, os vídeos precisam ser bem-feitos. É importante ter cuidado com ruídos desagradáveis, pouca iluminação e imagens tremidas. A mesma cautela deve fazer parte da edição do vídeo. O ideal é que seja agradável de visualizar e gere bons sentimentos nos que assistem

9. Invista em plataformas especializadas

Hoje em dia, as imobiliárias mais modernas e atualizadas no mercado estão investindo todas as suas fichas no famoso “aluguel sem fiador”. A alternativa consiste em utilizar plataformas exclusivas para essa finalidade, que consigam isentar o futuro morador da exigência de apresentar uma garantia locatícia.

Para tanto, o aplicativo assume o lugar do fiador e, em caso de inadimplência, arca com todas as despesas referentes ao imóvel — evitando, assim, que tanto a imobiliária, quanto o proprietário, fiquem no prejuízo.

Uma dessas empresas é a Velo, que surgiu com o objetivo de facilitar o processo para todos os envolvidos na locação do imóvel, descartando a necessidade do fiador e reduzindo a burocracia, mas sem deixar o lado humano, o que faz muita diferença quando o assunto é atendimento online. 

Outro recurso da Velo é a análise de crédito, bem como a cobrança de inadimplentes. Caso seja necessário, a plataforma entra com recursos jurídicos. Sem dúvidas, a Velo facilita a vida dos locadores, locatários e imobiliárias, uma vez que conta com as ferramentas certas para auxiliar os indivíduos a alugar um imóvel rápido.

Gostou das nossas dicas e quer obter os benefícios e facilidades da plataforma Velo? Nós podemos te ajudar a alugar um imóvel rápido. Entre em contato com os nossos especialistas!

Compartilhe esse conteúdo
Leia também:
Infográfico
[Infográfico] Diferença entre fiança, seguro fiança e caução
LER MAIS >
Materiais Educativos
[Semana de webinars] Especial Dia do Corretor
LER MAIS >
tecnologia imobiliária
Tecnologia
Tecnologia a favor da imobiliária: saiba por que apostar nisso

Agilidade, menos gastos, mais lucros e mais segurança de mercado são algumas das justificativas para você investir na tecnologia imobiliária. Confira tudo sobre o assunto aqui!

LER MAIS >